terça-feira, 23 de julho de 2013

Respeitável Público

Quem não gosta de ir ao circo e ver aquele espetáculo com malabaristas, mágicos, equilibristas, palhaços, trapezistas, entre outros. Ah, espera, esqueci daquela atração sempre muito aguardada pelos espectadores - em especial as crianças - a com animais. E lá vem eles pra arena para serem o centro das atenções e receberem aplausos calorosos. Leões, elefantes, tigres, cavalos, camelos, ursos, gorilas, todos escravizados.

Foto: www.italymag.co.uk
O grande problema, é que além de passarem suas vidas enjaulados, sem nenhum contato com a natureza, esses animais sofrem de estresse, maus-tratos e muitas vezes são abandonados. Durante os treinos, são acorrentados e sofrem abuso físico pelos seus treinadores, com pauladas, choques, chicotadas, narizes quebrados e patas queimadas.

O circo já é um espetáculo a parte com artistas que parecem de outro mundo com suas apresentações impecáveis que encantam a todos. Um grande exemplo é o Cirque du Soleil, que não utiliza animais e é uma das companhias circenses mais inovadores e respeitadas da atualidade, tendo já ganho diversos prêmios.

Natasha Breed, produtora da BBC, relatou a triste vida desses animais explorados quando por acaso se deparou com um circo quando estava na França. "Quantos leões, elefantes e outros animais continuarão a ver o mundo por entre as barras de jaulas, sem jamais conhecer a infinitude da vida ao ar livre, na natureza?". Confira aqui essa reportagem completa e muito interessante publicada no site da Anda.

Muitos países já proíbem o uso de animais em circo e mais de 50 cidades do Brasil também. Em 2009, o Projeto de Lei 7291/2006 foi aprovado por unanimidade, porém ainda estamos aguardando uma vitória para virar lei federal. Acesse o site do Animais de Circo e confira quais são os circos sem animais e saiba mais o que acontece quando as luzes da arena se apagam.

"O único animal criativo é o ser humano e é com esse que quero trabalhar." Lyn Heward, Diretora de Criação do Cirque du Soleil.

Sejamos um público respeitável e boicotemos os circos que usam animais.